16 April 2024

Fibra ótica chega a rios da Amazônia com dinheiro do 5G

2 min read

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Entidade Administradora de Faixa (EAF) deram início à implementação de três redes de fibra ótica como parte do Programa Norte Conectado, financiado pelo leilão do 5G, sem recursos públicos.

En parallèle : Netflix revela imagens oficiais da 4ª temporada

  • O programa visa instalar 12 mil quilômetros de fibra nos rios da Bacia Amazônica, beneficiando 59 cidades onde vivem 10 milhões de pessoas.
  • Serão investidos R$ 1,5 bilhão nessa iniciativa, com parte da capacidade da fibra sendo utilizada pelo setor público e a outra parte para empresas lançarem planos comerciais de internet.
  • As próximas três infovias terão 2,3 mil quilômetros de extensão e passarão por cabos subaquáticos fabricados pela chinesa ZTT Submarine Cable & System.
  • Esse equipamento foi transportado da China para o Brasil pelo Porto de Manaus no final de julho.

Leia mais:

A EAF será responsável pela construção de seis infovias, totalizando mais de 10 mil quilômetros de cabos subaquáticos. O investimento para essas seis infovias, no valor de aproximadamente R$ 1,34 bilhão, foi captado por meio do leilão do 5G realizado pelas operadoras Claro, TIM e Vivo.

A découvrir également : Perdana Menteri Israel mengajukan ide kabel serat optik untuk menghubungkan Asia dan Timur Tengah ke Eropa

Esse programa inovador tem como objetivo fornecer sinal de dados de alta velocidade para melhorar a educação, saúde, pesquisa, defesa e judiciário da população da região, que está sendo prejudicada pela mineração ilegal e desmatamento.

Imagem: asharkyu / Shutterstock.com

  • A implementação das infovias 02, 03 e 04 está programada para ocorrer em fases posteriores.
  • A infovia 04, com mais de 500 km de extensão, nos rios Negro e Branco, está prevista para iniciar no final de agosto e conectará diversas localidades.
  • As infovias 02 e 03, com 1.200 km e 624 km de extensão, respectivamente, terão lançamento previsto para o último trimestre de 2023 e conectarão diversas cidades ao longo do rio Solimões e nas regiões de Belém e Macapá.

Esse projeto terá um impacto econômico significativo, abrindo novas oportunidades de negócios e desenvolvimento para a população da região amazônica.

A expectativa é que todas as infovias sejam concluídas até 2025, permitindo que a população tenha acesso à internet rápida e contribuindo para a melhoria de diversos setores socioeconômicos.